Notícias

UFVJM totaliza 11 mil exames de Covid-19 realizados em seu laboratório de testes

publicado: 31/03/2021 19h40, última modificação: 31/03/2021 19h40
Cerca de R$ 2 milhões já foram investidos no Laboratório-Escola de Análises Clínicas

Laboratório-Escola de Análises Clínicas (Leac), do Departamento de Farmácia- UFVJM

Foto: Anna Bastos/UFVJM

A UFVJM concluiu no mês de março a realização de 11 mil testes de diagnóstico de Covid-19, realizados em seu Laboratório-Escola de Análises Clínicas (Leac), do Departamento de Farmácia.

O trabalho para adequação, organização e padronização técnica do Leac começou há exatamente um ano, quando o Brasil reconheceu oficialmente a pandemia da Covid-19, provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2). Segundo o prof. Danilo Bretas, um dos responsáveis pelo Leac, o laboratório entrou formalmente em operação no mês de abril.

De acordo com o professor Danilo, cerca de R$ 2 milhões foram investidos no Leac pela UFVJM, municípios e governo do estado de Minas Gerais, sendo que mais de 80% desse valor está aplicado em insumos.

“Parte dos recursos dos convênios com os municípios é destinada a bolsas pagas a estudantes colaboradores do laboratório que não recebem bolsas de outras instituições ou agências”.

“De abril até hoje, 35 pessoas estão à frente do trabalho, entre docentes, técnicos e estudantes. A UFVJM, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde, é um dos laboratórios colaboradores da Fundação Ezequiel Dias (Funed), estando a universidade inserida na Redelab Covid-19 do estado. Por esse motivo, através de um convênio firmado com o Ministério Público (MP) em Diamantina, pelo menos 14 prefeituras possuem convênio com o Leac”, explica o professor.

Os municípios conveniados são Alvorada de Minas, Colunas, Couto de Magalhães de Minas, Datas, Diamantina, Felício dos Santos, Gouveia, Itamarandiba, Monjolos, Presidente Kubitschek, São Gonçalo do Rio Preto, Senador Modestino Gonçalves, Serra Azul de Minas e Serro, mas a UFVJM já atendeu, até o momento, 59 cidades da região.

Além das parcerias firmadas com os municípios, a UFVJM também estabeleceu uma parceria com a Organização de Procura de Órgãos (OPO) – Macrorregiões de Saúde Norte- Nordeste, da Central Estadual de Transplantes (CET) de Minas Gerais, para análise das amostras de possíveis doadores de órgãos contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2). Professor Danilo informa que foram realizados 50 testes específicos para a Central de Transplantes.