Notícias

UFVJM tem nota 4 no IGC

publicado: 26/04/2021 16h15, última modificação: 26/04/2021 16h17
Nota está na faixa mais elevada na avaliação do Inep

Pela segunda vez consecutiva, a UFVJM obteve nota 4 no Índice Geral de Cursos (IGC), de acordo com os indicadores de qualidade da educação superior. O resultado obtido diz respeito à avaliação realizada em 2019, divulgada na última sexta-feira, dia 23 de abril, pelo Instituto de Pesquisas Anísio Teixeira (Inep). O conceito 5 é o mais alto da categoria.

O Ministério da Educação divulgou os conceitos do IGC e os resultados dos Conceitos Preliminares de Curso (CPC) aplicados a universidades, faculdades e centros universitários, que incluem a nota do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) aplicado no ano de 2019. Das 106 instituições de educação superior públicas federais com o IGC avaliado em 2019, 71% atingiram os conceitos 4 e 5 do indicador. Ao todo, os resultados foram calculados para 2.070 instituições (públicas e privadas), considerando os 24.145 cursos avaliados entre 2017 e 2019.

De acordo com informações divulgadas pelo Inep, em valores absolutos, a região Sudeste do Brasil apresentou o maior número de instituições com faixa 5. A região também é a que possui mais instituições com o IGC calculado, destacando-se Minas Gerais (265) e São Paulo (509), que lidera o conjunto de instituições mais bem avaliadas: são 16 na faixa 5 e 84 na faixa 4.

O índice é calculado a partir da média do Conceito Preliminar de Curso (CPC) do último triênio do Enade (2017, 2018 e 2019), média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu atribuídos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) na última avaliação trienal disponível; e distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino, graduação ou pós-graduação stricto sensu.

Ainda segundo informações do Inep, a divulgação do IGC 2019 ocorre em 2021 em função de uma nova coleta de dados sobre os programas de pós-graduação, realizada pela Capes, que permitiu ao Inep o uso de informações oficiais mais atualizadas referentes aos programas de mestrado e doutorado ofertados pelas instituições em 2019.

Mais informações sobre os resultados obtidos, acesse o site do Inep.