Notícias

Institucional

UFVJM alcança posição de destaque em governança e gestão

publicado: 27/10/2021 18h42, última modificação: 27/10/2021 18h42
Avaliação do TCU indica aumento de todos os índices e bom desempenho entre organizações públicas federais

A UFVJM alcançou posição de destaque no Índice Integrado de Governança e Gestão Públicas (iGG) do Tribunal de Contas da União (TCU), ciclo 2021. Todos os índices avaliados melhoraram em relação aos anos de 2017 e 2018, atingindo uma pontuação geral de 72,5% de atendimento às políticas de governança e gestão. Com esse resultado, a UFVJM ocupa o 4º lugar entre as 11 universidades federais mineiras. Em âmbito nacional, ficou em 10º lugar entre as 63 universidades federais que participaram da avaliação e em 50º lugar entre todas as organizações do Poder Executivo federal (378 participantes).

Os índices avaliados referem-se aos critérios de governança e gestão nos seguintes eixos: governança, pessoas, tecnologia da informação (TI), contratações e orçamento. No gráfico abaixo, elaborado pela Diretoria de Governança Institucional (DGI) da Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento (Proplan), é possível acompanhar a evolução, com aumento significativo, de todos esses índices e, consequentemente, do iGG da UFVJM. Destaque vai para os índices de Governança e Gestão Orçamentária, que passaram a ser monitorados em 2021 e chegaram a quase 100% de atendimento aos critérios do TCU.

Gráfico do Índice Integrado de Governança e Gestão Públicas (iGG) da UFVJM
Índice Integrado de Governança e Gestão Públicas (iGG) da UFVJM passou de 27% (2017) e 30% (2018) para 72,5% (2021)

O bom desempenho alcançado neste ano demonstra que a UFVJM está avançando nos critérios de governança e gestão públicas e zelando pelo monitoramento e controle, além de respeitar a autonomia e recomendações dos órgãos de controle interno e externo. “Demonstramos também que estamos fazendo uma política séria de administração do orçamento, cuidando para não deixar ‘restos a pagar’, fazendo reservas e cortes dentro do limite da lei. É o resultado do trabalho incansável da nossa equipe, sempre pautado pela busca da organização administrativa e pelo atendimento à legislação”, comenta o reitor Janir Alves Soares.

Gestão estratégica para alcançar resultados

O diretor de Governança Institucional da UFVJM, João Paulo dos Santos, explica que, para trabalhar nos eixos avaliados pelo TCU, utilizou o questionário do iGG dos anos anteriores como uma ferramenta de aprimoramento contínuo das limitações verificadas, principalmente nas questões relacionadas à transparência e governança. “Assimilamos nossas deficiências e nos debruçamos sobre o Referencial Básico de Governança Pública Organizacional do TCU para mudar o cenário pautado numa gestão estratégica. A criação do Portal da Transparência e Prestação de Contas, bem como do Portal da Governança, é fruto desse trabalho”.

Dessa forma, esclarece João Paulo, comissões específicas foram criadas pela Reitoria para estabelecer um Plano Estratégico Institucional, um Plano e uma Política de Gestão de Riscos, além de publicar uma nova versão para o Plano de Integridade e para o Plano Diretor de Tecnologia da Informação. “Não se trata apenas de um índice, mas de um trabalho coletivo apoiado pela alta administração que trouxe como resultado maior eficiência, eficácia e efetividade na governança e gestão da UFVJM”, afirma o diretor.

Abaixo, representantes de cada setor comentam os benefícios alcançados a partir do trabalho de preparação para avaliação dos eixos pelo TCU: 

Governança e Gestão de Pessoas

“As práticas recentemente adotadas exigiram um profundo envolvimento dos servidores da Progep, o que levou a um processo de planejamento participativo e desafiador. A grandiosidade dessa missão tem proporcionado o aprimoramento dos processos internos, da comunicação estratégica, das relações internas e do envolvimento dos servidores com os objetivos institucionais.”

Marina Ferreira da Costa - Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progep)

 Governança e Gestão de Tecnologia da Informação

“O avanço dos indicadores de governança (iGovTI) e gestão de TI (iGestTI) é resultado, principalmente, dos seguintes fatores: modelo de governança de TI por meio do Comitê de Governança, Integridade, Riscos e Controles, que definiu prioridades de projetos e iniciativas na área de tecnologia da informação; implantação de processo administrativo eletrônico por meio do Sistema Eletrônico de Informações (SEI); desenvolvimento de um sistema de gestão de atendimentos de TI (GLPI) e publicação do Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI). No próximo levantamento do TCU, previsto para 2023, estimamos avaliações ainda maiores devido às ações em andamento, que consistem na reestruturação da DTI e formalização de políticas e processos internos.”

Elton Pereira Rosa - Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI)

 Governança e Gestão de Contratações

“A Administração tem incentivado as capacitações de seus servidores de forma a impactar diretamente no resultado institucional. Também foram revisados os fluxos procedimentais que possibilitaram maior celeridade e eficiência na condução dos processos, com o objetivo de atender aos princípios da Administração Pública. Importante citar que, a partir da conversão dos processos físicos para eletrônicos junto ao SEI, os fluxos foram traçados para que os procedimentos e organização setorial fossem padronizados. Além disso, a implementação do software de gestão de contratos, no ano de 2021, possibilitou ainda mais controle, gestão e transparência dos contratos, cujas informações são disponibilizadas no Portal da Transparência em tempo real. Todas essas ações possibilitaram um crescimento substancial nos índices de governança e gestão nas contratações da UFVJM.”

Diana Elizabeth Amariz dos Santos - Diretoria de Logística/Pró-Reitoria de Administração (Proad)

 Governança e Gestão Orçamentária

“Visando à integração entre planejamento e orçamento por meio da estratégia de governança orçamentária “expenditures review” - revisão periódica dos gastos - e em consonância com as demandas das diversas unidades da UFVJM e diretrizes da Reitoria, a Diretoria de Orçamento realizou remodelagem de aplicação do orçamento com o fim de atender ações represadas, principalmente em relação aos investimentos, dando maior eficácia e eficiência na aplicação do orçamento institucional nas diversas ações de governo autorizadas na Lei Orçamentária Anual. Cabe ressaltar que apesar dos obstáculos para a execução orçamentária em 2020, especialmente em decorrência da pandemia Covid-19, a UFVJM superou os desafios mantendo um acompanhamento contínuo, além de aperfeiçoar o fluxo orçamentário e financeiro de modo a cumprir os objetivos institucionais em conformidade aos normativos vigentes.”

Darliton Vinicios Vieira - Diretoria de Orçamento/Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento (Proplan)

 

Por Diretoria de Comunicação Social