Notícias

UFVJM conquista cerca de R$ 900 mil para enfrentamento ao novo coronavírus

publicado: 07/04/2020 10h55, última modificação: 07/04/2020 12h50
Medida provisória do governo federal libera recurso da ordem de R$ 600 milhões para combate à pandemia

A Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) está entre as mais de 40 instituições brasileiras contempladas pela Medida Provisória n° 942, de 2 de abril de 2020, que destina R$ 639.034.512,00 para Ações de Enfrentamento da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional decorrente do novo coronavírus (SARS-CoV-2), que provoca a Covid-19.

A MP abre crédito extraordinário, em favor da Presidência da República e dos Ministérios da Educação, da Justiça e Segurança Pública, e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. A UFVJM foi contemplada com uma verba de R$ 925 mil para aquisição de insumos.

De acordo com o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFVJM, prof. Lucas Franco, o Ministério da Educação (MEC) enviou, no dia 18 de março, um ofício para a UFVJM em que perguntava como as universidades poderiam colaborar com o combate ao novo coronavírus (SARS-CoV-2) e do que elas precisariam em termos de aporte orçamentário.

A UFVJM respondeu ao MEC que estava pronta para cumprir seu papel social e técnico-científico, auxiliando no enfrentamento da pandemia. Segundo o pró-reitor, o ofício de resposta afirmava que o Campus JK da UFVJM está sediado no município de Diamantina-MG, cidade que é referência regional de saúde e que não conta com laboratório municipal ou estadual que possa realizar o diagnóstico do novo coronavírus (SARS-CoV-2), que provoca a Covid-19, na região do Vale do Jequitinhonha.


Marcelo Henrique F. Ottoni, servidor da UFVJM e integrante do grupo que está trabalhando no diagnóstico do novo coronavírus (SARS-CoV-2) que provoca a Covid-19. (foto: Anna Faria/UFVJM)

“A macrorregião do Vale do Jequitinhonha engloba 51 municípios e contém uma população superior a 700 mil habitantes. Ou seja, disponibilizamos nossa estrutura física e técnico-científica, pesquisadores, técnicos administrativos e alunos de pós-graduação com experiência nas áreas de virologia e diagnóstico molecular para a realização do diagnóstico da Covid-19, além da produção de álcool em gel. Para tanto, solicitamos material de consumo para realizar ambas as propostas”, afirmou o pró-reitor.

Segundo o prof. Lucas, o valor solicitado pela UFVJM foi liberado integralmente e a universidade antecipou-se, através da Pró-Reitoria de Administração (Proad), organizando a compra dos insumos necessários, apesar da dificuldade de encontrá-los no mercado. “A compra está sendo feita de forma direta e sem licitação”.

Confira neste link a matéria sobre o credenciamento da UFVJM pela Fundação Ezequiel Dias (Funed) para compor a REDELAB COVID-19.