Notícias

Coronavírus - Departamento de Farmácia produz materiais desinfectantes para atendimento da comunidade interna

publicado: 07/04/2020 13h58, última modificação: 07/04/2020 14h16
Álcool em gel, álcool glicerinado e água sanitária estão sendo produzidos e utilizados dentro da UFVJM

Neste momento de enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), que provoca a Covid-19, e da falta de produtos saneantes no mercado, o Departamento de Farmácia da UFVJM tem disponibilizado infraestrutura, equipamentos e mão-de-obra para a manipulação magistral de álcool - em gel e glicerinado - e de água sanitária para serem utilizados nas medidas de prevenção e controle dentro da universidade.

O trabalho está sob a coordenação do professor Álvaro Dutra de Carvalho Júnior, responsável pelo Laboratório de Desenvolvimento Tecnológico Farmacêutico, e utiliza a estrutura destinada à Farmácia Universitária, que é um espaço de excelência para atividades de ensino, pesquisa e extensão na área da Farmácia e referência na prestação de cuidados farmacêuticos. Os produtos saneantes são desenvolvidos por uma equipe composta por professores, técnicos administrativos e alunos do Departamento de Farmácia, com capacidade atual de produção de 400 litros de água sanitária, 100 litros de álcool glicerinado e 50 litros de álcool gel por dia.

05 - coronavrus - departamento de farmcia produz materiais desinfectantes para atendimento da comunidade interna - foto 01

Equipe do Departamento de Farmácia envolvida na produção dos materiais desinfectantes: professores Fernando Costa Archanjo,
Antônio Sousa Santos, Lorena Ulhoa Araújo, Eduardo de Jesus Oliveira, Helen Rodrigues Martins e Álvaro Dutra de Carvalho
Júnior e técnico-administrativo Wellington José de Azevedo (ao fundo) (foto: Dep.Farmácia/UFVJM)

05 - coronavrus - departamento de farmcia produz materiais desinfectantes para atendimento da comunidade interna - foto 02

Laboratório de Desenvolvimento Tecnológico Farmacêutico da UFVJM (foto: Dep. Farmácia / UFVJM)

A produção dos materiais desinfectantes pelo Departamento de Farmácia foi intensificada a partir de solicitação do diretor de Patrimônio e Materiais da Pró-Reitoria de Administração (Proad), Gildásio Antônio Fernandes, para atender o consumo da comunidade interna da UFVJM. Firmada a parceria com o professor Álvaro, a Proad disponibilizou os insumos e reagentes necessários, como álcool neutro, álcool etílico, glicerol, hipoclorito de cálcio e peróxido de hidrogênio. “Além de otimizar o uso de recursos públicos, a parceria tem como propósito tirar a universidade da disputa por esses insumos, que já estão escassos no mercado em razão da pandemia e são essenciais às unidades de saúde”, esclarece Gildásio Fernandes.

Por enquanto, a fabricação é destinada ao atendimento da comunidade acadêmica, mas pode ser ampliada para atender a demanda da comunidade externa à UFVJM desde que tenha o envolvimento de outros setores da universidade. “Outra ação importante para a ampliação do trabalho é o registro, na Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proexc), de um projeto de extensão que prevê a participação de alunos e o atendimento à população da área de abrangência do Consórcio Intermunicipal de Saúde do alto Jequitinhonha (Cisaje), a partir de termo de colaboração entre os interessados, que teria como contrapartida a disponibilização de insumos e reagentes”, explica o professor Álvaro, coordenador do trabalho.

Juntamente à doação de produtos de desinfecção e segurança a casas de saúde locais, credenciamento de laboratório para a realização de diagnóstico e tantas outras ações de solidariedade, conscientização e orientação, a produção de materiais saneantes dentro da UFVJM é mais uma importante iniciativa da universidade no combate à disseminação do novo coronavírus.